quarta-feira, 26 de abril de 2017

Metrô Rio homenageia centenário do profeta Gentileza


Em homenagem ao centenário de José Datrino, o Profeta Gentileza, a partir desta sexta-feira (28/04), a Agência Trinity, com o patrocínio do MetrôRio e apoio do Instituto Invepar, vai inaugurar, às 11h, a exposição gratuita “Gentileza faz 100 anos”. Primeiro, a mostra itinerante, que trará ao público material inédito do artista, vai desembarcar na estação São Conrado. Em seguida, os usuários das estações Coelho Neto, Central e Jardim Oceânico também terão a oportunidade de apreciar as obras do precursor da arte mural de rua. Ao todo, os usuários poderão conferir 13 painéis e um totem interativo.

No dia 28/04, o neto do Profeta Gentileza Vagner Datrino estará presente na estação São Conrado e falará da importância da obra do avô à sociedade. Além disso, em junho, uma peça infantil será encenada em colégios próximos a estações do MetrôRio e ensinará formas de expressar gestos de solidariedade ao próximo.

Serviço:

Exposição gratuita “Gentileza faz 100 anos” – Durante o horário de funcionamento do metrô.

Estação São Conrado
Data: de 28/04 a 11/05
Abertura: 28/04, às 11h, com presença da família do profeta Gentileza.

Estação Coelho Neto
Data: de 12 a 25/05

Estação Central
Data: de 26/05 a 08/06

Estação Jardim Oceânico
Data: 09/06 a 23/06


(Fonte: site Jornal de Turismo)

Parcerias ajudam a manter parques nacionais


FIT Pantanal, em Cuiabá,  é palco de apresentação de experiências bem-sucedidas 

A sustentabilidade do turismo foi o tema central das discussões que reuniram empreendedores e gestores públicos no Centro de Eventos do Pantanal, em Cuiabá (MT), durante os quatro dias da 2ª Feira Internacional de Turismo do Pantanal (FIT). Uma das experiências mais bem-sucedidas foi apresentada pelo Sebrae do Rio de Janeiro, que atua em parceria com gestores, mateiros, empreendedores e populações do entorno de cinco parques nacionais: Tijuca, Serra dos Órgão, Itatiaia, Jurubatiba e Bocaina. Todos eles têm atrações turísticas exploradas com atividades de aventura, ecoturismo e contemplação do ambiente natural preservado.

“Pudemos observar que os negócios em torno dos atrativos como hospedagem e alimentação, além dos demais serviços turísticos oferecidos aos visitantes dinamizaram a economia local e reforçaram a necessidade de manutenção das áreas protegidas”, avaliou Flávio Gueiros, do Sebrae-RJ.

O turismo sustentável também é apontado como alternativa para manter o Pantanal, maior área alagada do planeta e Patrimônio Natural da Humanidade reconhecido pela Unesco. O plano de manejo apresentado pelo gestor do parque, Nuno Rodrigues, compartilhado pelos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, inclui parcerias para estruturação do turismo como atividade aliada às ações de proteção do Pantanal.

As principais espécies da fauna e flora podem ser facilmente contempladas pelos turistas em visitas controladas. Entre elas estão: jacaré, onça pintada, sucuri, ariranha, tuiuiú e vitória régia, além de sítios arqueológicos e da beleza cênica do local. No período que a pesca esportiva (fora do parque) fica proibida, a canoagem aparece como opção para atrair turistas para o entorno do Parque do Pantanal e manter pousadas e hotéis flutuantes, entre outros serviços explorados pelo turismo pantaneiro.

A Amazônia mato-grossense é outro ecossistema que está atraindo visitantes para o Parque Juruena, localizado no norte do Mato Grosso e sul do Amazonas, onde nascem os principais rios que formam o Tapajós, um dos maiores afluentes do rio Amazonas. O parque guarda corredeiras e cachoeiras praticamente intocáveis. A prática de rafting, entre outros atrativos explorados pelo turismo de aventura, e os serviços turísticos de base comunitária oferecidos pelas populações tradicionais no entorno do parque têm atraído cada vez mais visitantes.

O turismo de base comunitária também tem ajudado a divulgar os atrativos e manter as comunidades comprometidas com a defesa do meio ambiente. Piloteiros, condutores e cozinheiros são algumas das novas atividades que surgiram na região após a criação do parque nacional e a exploração turística do local, ainda com fluxo incipiente para a diversidade de atrativos naturais. “O turismo é a forma mais viável de manter as áreas protegidas conservadas e defendidas pelos visitantes, empreendedores e gestores dos atrativos naturais”, defendeu o representante da ONG WWF Brasil, o Oswaldo Alfonso.
(Fonte: site do Ministério do Turismo)

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Fórum Regional do Turismo entrega carteira nacional do artesão

Arraial do Cabo, na região turística da Costa do Sol, recebe na quarta-feira, 26/04, o Fórum Regional de Fortalecimento do Turismo do Estado do Rio de Janeiro. O evento, promovido pela Secretaria de Estado de Turismo/TurisRio, com a presença do secretário de Turismo, Nilo Sergio Felix, se propõe a aproximar os gestores municipais, estaduais e os representantes da iniciativa privada que gerenciam a atividade turística. Desta forma, ações e projetos em prol do segmento poderão ser articulados e desenvolvidos com mais rapidez. Durante o evento serão feitas apresentações da ABIH – Associação Brasileira da Indústria de Hotéis, Detro, Cadastur, Programa de Regionalização, entre outras. A primeira parte do encontro será encerrada às 14h, após debates entre os secretários municipais de turismo da região e os dirigentes estaduais.

Na parte de tarde, será realizada a segunda entrega no Estado das carteiras profissionais dos artesãos. Na ocasião, mais de 100 artífices receberão o documento de identificação profissional do Governo Federal. O Programa de Artesanato do Estado é coordenado pela subsecretária adjunta de Turismo, Nea Mariozz. 

(Fonte: site Jornal de Turismo)

Turismo abre inscrições para curso de qualificação profissional presencial e online

A capacitação dos profissionais que atuam no setor de turismo é uma das medidas que integram o Brasil + Turismo
  
O Brasil quer entrar de vez na prateleira dos grandes destinos mundiais. Mas para receber bem os visitantes, é fundamental capacitar aqueles que estão na linha de frente do atendimento aos turistas brasileiros e estrangeiros. Pensando nesse cenário, o Ministério do Turismo lançou, na última semana, o Brasil + Turismo, um pacote de medidas para fortalecer o setor no país. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, qualificar os trabalhadores do turismo e aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, além de gerar emprego e renda.

Segundo estudos da Pasta, mais de 80% indicam que o país tem potencial para explorar o turismo como uma alavanca para a economia. Porém, 60% dos brasileiros avaliam que aproveitamos pouco esse patrimônio. E para explorar todo o potencial turístico do país é necessário investir em qualificação, que de tão importante virou um dos itens do Plano Brasil + Turismo. Para atender a demanda do setor, o Ministério do Turismo está investindo em três frentes: MedioTec Turismo, Brasil Braços Abertos e o Programa de Qualificação Internacional em Turismo.

“Essas ações do Ministério do Turismo mostram que estamos atentos às demandas do setor e que entendemos que assegurar um atendimento de qualidade é uma forma de deixar uma boa intenção no turista e desperta o seu interesse em voltar para o país ou destino escolhido”, explicou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

Destaque para o MedioTec Turismo, iniciativa inédita no país com foco no turismo. Os estudantes serão contemplados com cursos gratuitos para a formação de técnicos de nível médio para atender as necessidades do mercado de viagens. Para 2017 serão disponibilizadas 10 mil vagas para alunos de escolas públicas brasileiras. A previsão é que as aulas comecem em agosto de 2017.

Serão oferecidos sete cursos (técnico em agenciamento de viagens, cozinha, eventos, guia de turismo, hospedagem, lazer, restaurante e bar) nos eixos turismo, hospitalidade e lazer para estudantes que estejam preferencialmente cursando o 2º ano do ensino médio. A previsão é que as aulas comecem em agosto de 2017.

“Vejo essa iniciativa do Ministério do Turismo como sendo da mais alta importância para o nosso setor, tendo em vista que os turistas dependem do preparo desses profissionais para receberem o tratamento mais adequado e ver o MTur envolvido nesse processo demonstra a seriedade com a qual o governo trata o tema”, avaliou o presidente da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Abremar Brasil), Marco Ferraz.

Para a presidente da Associação Brasileira de Operadoras de Turismo (Braztoa), Magda Nassar, a capacitação é fundamental nos dias de hoje. “É oportunidade do profissional se renovar a cada dia, pois vivemos tempos de constantes mudanças e evolução. Buscar conhecimento é a peça-chave para que agentes e operadores reforcem cada vez mais seu papel de consultores, arquitetos e designers que projetam as viagens de seus clientes de acordo com suas preferências pessoais e os grupos aos quais pertencem”, ponderou.

CURSO ONLINE - Pensando em atingir um número ainda maior de profissionais de turismo interessados em atualização profissional, mas que não dispõe de horário fixo para as aulas, o Ministério do Turismo lançou, no início de abril, o “Brasil Braços Abertos”. Trata-se de uma plataforma tecnológica de aprendizado à distância e em ambiente digital, com oferta de 80 horas de aulas online para profissionais que trabalham no atendimento direto aos turistas, como atendentes de hotéis, taxistas, quiosqueiros e bartenders. As inscrições para 2017 poderão ser feitas até 30 de setembro.

O aluno realizará o curso por meio de celular, tablet ou notebook e contará com videoaulas e jogos educativos. Os interessados podem acessar a plataforma pelo endereço brasilbracosabertos.turismo.gov.br e as aulas deverão ser concluídas até o dia 30 de dezembro.

INTERCÂMBIO - Os estudantes brasileiros também contarão com a possibilidade de aprimoramento fora do país. Um acordo de cooperação assinado em fevereiro entre o ministro do Turismo, Marx Beltrão, e o Encarregado de Negócios da Embaixada do Reino Unido no Brasil, Wasim Mir, estabeleceu uma cooperação de médio e longo prazo no campo do turismo e hospitalidade. A iniciativa prevê o envio, em 2018, de 120 alunos de cursos técnicos e de graduação de instituições públicas e privadas para até três meses de treinamento no Reino Unido. A seleção dos estudantes deverá ser feita no primeiro semestre deste ano. O MTur investirá R$ 5 milhões no programa. A proposta é complementar a formação dos estudantes em outro idioma e técnicas de turismo e hospitalidade.

(Fonte: site do Ministério do Turismo)

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Bahia inicia atualização do mapa turístico

 Até o final de maio, a Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) realiza oficinas com a participação de representantes de municípios, visando à atualização do Mapa Turístico. Os grupos de trabalho traçam os perfis dos municípios e analisam o desempenho da economia do turismo com o objetivo de facilitar o posterior planejamento de ações de desenvolvimento nesta área.

Secretários e diretores de turismo dos municípios da Baía de Todos-os-Santos e das costas dos Coqueiros, do Dendê e do Cacau já participaram dos encontros, quando são apresentados a metodologia proposta pelo Ministério do Turismo (MTur) para a classificação das cidades, os procedimentos e prazos a serem cumpridos para a consolidação das informações no Mapa Turístico Brasileiro.

O mapeamento fornece subsídios ao MTur para o desenvolvimento de políticas públicas voltadas para o setor, tendo como foco a gestão, estruturação e promoção do turismo nos destinos brasileiros. É um importante instrumento de planejamento e alocação de recursos.

Para ser classificado como município turístico é necessária a existência de um órgão municipal de turismo e a comprovação de dotação orçamentária para investimento neste setor. Um conselho municipal de turismo em atividade e a assinatura de um termo de compromisso para realização das ações necessárias e adesão ao Programa de Regionalização do Turismo também estão entre os requisitos.

As oficinas são realizadas semanalmente. Na próxima quarta-feira (26 de abril), será a vez das Costas do Descobrimento e das Baleias. Em maio, serão contempladas as zonas Caminhos do Sertão e do Jiquiriçá (03/05); Vale do São Francisco e Lagos e Cânions do São Francisco (10/05); Caminhos do Oeste e do Sudoeste (17/05); e Chapada Diamantina (24 e 31/05).

Dos 417 municípios baianos, o Mapa do Turismo Brasileiro contemplou 118 cidades, distribuídas entre 13 zonas. O processo em andamento segue critérios fixados pela portaria número 268/ 2016, que determina a atualização do mapa a cada dois anos, coincidindo com o início das novas gestões estaduais e municipais.

(Fonte: site Jornal de Turismo)

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Termina domingo (23) prazo de chamada pública para promoção de festas juninas




Os municípios interessados em divulgar seus festejos juninos e participar de ações de promoção e comercialização com apoio do Ministério do Turismo têm até o próximo domingo (23) para apresentarem suas propostas. O edital contempla a realização de presstrips – visitas de jornalistas e influenciadores digitais aos destinos -, encontro de negócios, inclusão da festa no Calendário de Eventos Juninos, transmissão ao vivo nas redes sociais do MTur, divulgação dos destinos e cobertura jornalística dos festejos.

O edital foi lançado no dia 31 de março e o prazo para apresentação de propostas termina impreterivelmente em 23 de abril. Podem participar do processo apenas propostas inscritas por entidade pública representante de um município. O MTur selecionará cinco propostas de destinos turísticos nacionais, que celebrem festejos juninos, para receberem ações coordenadas e custeadas pelo Ministério do Turismo e Embratur.

“As festas juninas são uma importante manifestação cultural do povo brasileiro e com grande potencial de atração de turistas. Pensando nisso, o Ministério do Turismo lançou essa chamada publica para que possamos divulgar para todo o Brasil a beleza e diversidade desses festejos e convidar todos os brasileiros a conhecerem de perto esse importante atrativo cultural”, afirmou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.


Para ser habilitada, a proposta deverá ser remetida pelo município que obrigatoriamente realize festejo junino gerador de fluxo turístico, de acordo com critérios estabelecidos no edital, possua órgão municipal de turismo ou equivalente e esteja inserido no Mapa do Turismo Brasileiro (www.mapa.turismo.gov.br) nas categorias A, B ou C, conforme categorização estabelecida pela Portaria MTur nº144, de 27 de agosto de 2015. O município deverá, ainda, apresentar material comprobatório - impresso ou eletrônico - de promoção da “festa de São João” (ex: guia turístico, folder, site, multimídia, mídias sociais, etc. – vide anexo II).

O resultado parcial da Comissão Julgadora será divulgado até o dia 28 de abril e o resultado final será divulgado até 09 de maio, no portal do Ministério do Turismo. A iniciativa do MTur tem entre seus objetivos, o de transformar esses festejos em produto turístico com a marca do Brasil.

(Fonte: site do Ministério do Turismo)

Porto Seguro celebra o descobrimento do Brasil



Começaram nesta terça-feira (18) as celebrações pelos 517 anos da chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil. A Prefeitura Municipal de Porto Seguro preparou uma programação cultural, esportiva e religiosa. As atividades são gratuitas e ocorrem até o próximo domingo (23).

Entre 19 e 23 de abril, será realizada na Arena Boca da Barra a 9ª edição dos Jogos Pataxós, que integram as aldeias indígenas pataxós e valorizam a cultura indígena, núcleo fundamental na composição da rica história do Descobrimento do Brasil. Nessa edição, os Jogos reforçam o desenvolvimento e a transformação da cultura Pataxó na região.

A agenda de eventos esportivos da Semana do Descobrimento será movimentada também pela 2ª edição da Meia Maratona do Descobrimento. A prova ocorrerá em 23 de abril, com largada na Praça das Pitangueiras, no início da orla norte, às 6h da manhã.

Mais de mil atletas, de Porto Seguro e região, já estão inscritos, além de corredores de elite vindos de várias partes do Brasil. O evento contará com três percursos: 5 km, até o Porto Seguro Praia Resort (ida e volta); 10 km, até o Resort Pau Brasil (ida e volta); e 21 km até a Praia da Ponta Grande (ida e volta).

Mas, o ponto alto e tradicional nas celebrações do aniversário do Brasil em Porto Seguro, é a Missa do Descobrimento, que deve reunir centenas de católicos na Praça das Pitangueiras, na manhã do dia 22 de abril. O evento vai reunir, além de fieis de vários municípios da região, padres de várias paróquias do sul da Bahia.

“Definimos uma programação rica para comemorar o Descobrimento do Brasil, importante data da nossa história. Teremos atrações para atender a todos os perfis de público, com atividades culturais, esportivas e religiosas, visando valorizar a data e contemplar o município e região com entretenimento de qualidade para toda a família. Garantimos que será uma festa legítima e repleta de surpresas para celebrar os 517 anos da chegada das naus portuguesas às terras brasileiras”, destaca Richard Alves, Secretário de Cultura e Turismo de Porto Seguro-BA.

(Fonte: site Jornal de Turismo)


terça-feira, 11 de abril de 2017

Mtur anuncia o Brasil + Turismo

 


O ministro do Turismo, Marx Beltrão, anunciou nesta terça-feira (11), em Brasília, o Brasil + Turismo, um pacote de medidas para fortalecer o setor no Brasil. As ações têm como finalidade trazer soluções técnicas para gargalos históricos, aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros, contribuir para melhorar destinos nacionais, proporcionar o desenvolvimento regional e gerar emprego e renda. O anúncio foi feito no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, com a presença de autoridades do setor.

"Essas ações são resultado de muito diálogo para entender as necessidades do setor. Precisamos criar condições para que os empresários invistam no país. O Brasil + Turismo vem para corrigir uma miopia histórica e fazer com que o turismo seja visto como protagonista na geração de emprego e renda. Chegou a hora e a vez do turismo", disse Marx Beltrão.

Conheça as principais ações para impulsionar o turismo no Brasil:

- Emissão de Vistos Eletrônicos

O Ministério do Turismo propôs ao Ministério de Relações Exteriores a implantação do visto eletrônico para países estratégicos. Até o fim de 2017, a ideia é que a medida passe a valer para turistas de EUA, Canadá, Austrália e Japão, que são grandes emissores de turistas internacionais com alto poder aquisitivo. A concessão de vistos eletrônicos transforma todo o período de solicitação, pagamento de taxas, análise, concessão e emissão de visto num processo de apenas 48 horas. Tudo pode ser feito via web ou por um aplicativo, sem burocracia.

- Ampliação da conectividade aérea

Alteração do Código Brasileiro de Aeronáutica para permitir a abertura de 100% do capital das empresas aéreas brasileiras ao investimento estrangeiro. O objetivo é aumentar a competitividade, o número de voos e de turistas viajando dentro do país, além de ampliar a malha aérea regional para possibilitar o deslocamento de mais visitantes nacionais e internacionais.

- Modernização do modelo de gestão da Embratur

Mudança da natureza jurídica de autarquia para Serviço Social Autônomo e do nome da instituição, que será alterado para Embratur - Agência Brasileira de Promoção do Turismo. Com a alteração da natureza, a Agência poderá atuar de forma mais competitiva no mercado turístico internacional; receber recursos privados para o desenvolvimento de projetos de interesses comuns, com reduzida burocracia; modernizar a gestão de pessoal; e manter estrutura física e quadro de pessoal no exterior.

- Modernização da Lei Geral do Turismo (LGT)

Envio ao Congresso Nacional, em regime de urgência, de 118 proposta de alterações na Lei Geral do Turismo. O objetivo é adequar a legislação brasileira à dinâmica atual da atividade turística, com desburocratização dos processos e maior integração com a iniciativa privada.

- Melhor aproveitamento de áreas da União

Entrega ao Ministério do Turismo das áreas de domínio da União localizadas em locais com potencial para o desenvolvimento do turismo, para fins de gestão, regularização e concessão.

- Qualificação profissional

Intensificação dos programas e parcerias para qualificação profissional de jovens e adultos para melhor atendimento aos turistas. São três iniciativas de qualificação dentro do Brasil + Turismo: a primeira, presencial e voltada para jovens do ensino médio (10 mil vagas através de parceria com o Ministério da Educação - MedioTec); a segunda, online voltada para profissionais da linha de frente ao atendimento ao turista; e a terceira iniciativa envolve qualificação internacional. O MTur irá selecionar 120 alunos de cursos técnicos e de graduação de instituições públicas e privadas para três meses de treinamento no Reino Unido.

- Atualização do Mapa do Turismo Brasileiro

Atualização a cada dois anos do Mapa para que os municípios se organizem e que os recursos federais sejam direcionados para as regiões realmente vocacionadas ao Turismo. Na última atualização (2016), o país passou de 3.345 municípios turísticos (2013) para 2.175 em 291 regiões turísticas.

- Fortalecimento dos órgãos estaduais de turismo

Repasse de R$ 5,4 milhões para os Órgãos Estaduais de Turismo, objetivando a estruturação das regiões turísticas do Mapa Brasileiro do Turismo. Os recursos serão destinados para elaboração de projetos executivos, planos de desenvolvimento integrado do Turismo Sustentável e de Marketing; entre outros.

- Parceria com a ANTT

Intensificação da fiscalização do transporte turístico nas rodovias brasileiras, por meio de cooperação técnica com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A ideia é que o órgão utilize suas rotinas de fiscalização para verificar se os prestadores de transporte turístico estão devidamente cadastrados no Cadastur, do Ministério do Turismo.

- Parques Temáticos

Adequação do conceito de parques temáticos dentro da Lei Geral do Turismo e nos decretos e portarias relacionados. Com a mudança, as receitas decorrentes da prestação de qualquer serviço do parque poderão ser abrangidas pelo regime de incidência cumulativa da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins. 


(Fonte: site Jornal de Turismo)


segunda-feira, 10 de abril de 2017

Airbnb e Grupo Cataratas: parceria para turismo sustentável



O Airbnb firmou parceria com o Grupo Cataratas, organização responsável pela administração do acesso a importantes pontos turísticos do Brasil, como o Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, com acesso ao Corcovado e Cristo Redentor e o AquaRio, maior Aquário Marinho da América do Sul. O acordo prevê um trabalho conjunto para promover internacionalmente as atrações. Também busca incentivar a sustentabilidade social e ambiental dos pontos turísticos, com envolvimento das comunidades locais e articulação junto a micro, pequenas e médias empresas do entorno.

A parceria foi anunciada durante o lançamento brasileiro da plataforma Trips, maior expansão já feita pelo Airbnb desde sua criação, em evento que aconteceu no AquaRio. “As duas empresas têm propósitos que se complementam e dialogam muito bem. O ano de 2017 foi declarado pela UNESCO o Ano Internacional do Turismo Sustentável, que é a grande expertise do Grupo Cataratas. Somar o potencial do Airbnb à diversidade dos ativos do Grupo pode proporcionar trocas muito interessantes onde todo mundo sai ganhando” Bruno Marques, presidente do Cataratas.

(Fonte: site Jornal de Turismo)

Mtur consolida rede de inteligência de mercado de turismo



A Rede de Inteligência de Mercado de Turismo (RIMT) deu mais um passo para se consolidar como um importante instrumento de troca de informações e experiências entre gestores públicos e entes privados. A segunda reunião do grupo, realizada nesta quinta-feira (6) durante o último dia da WTM Latin America, em São Paulo, teve como objetivo d ampliar a profissionalização do marketing turístico nos destinos nacionais. Além dos encontros presenciais, a Rede também funciona em ambiente online com fóruns de debate e grupo de e-mail desde 2016.

A secretária Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo, Teté Bezerra, destacou que a iniciativa vai aproximar os atores que atuam no setor, além de auxiliar os gestores nas tomadas de decisões estratégicas no mercado turístico. “A rede é importante porque aproxima os destinos e, principalmente, os estados, que são os nossos parceiros. O Ministério do Turismo e a Embratur precisam destas informações fazermos a promoção dos destinos, usando as ferramentas que já temos, como site, produção de matérias e artigos, além de todo material de publicidade, promoção e marketing”, analisou.

Na reunião, foi definida a realização de cinco encontros regionais, que ajudarão a mobilizar e a capacitar os atores, além de discutir estratégias de mercado de acordo com as especificidades locais. “Vamos nos aproximar de todos. Temos o desafio de fazer ainda no primeiro semestre um encontro por região do país. Então, eu acho que o encontro hoje foi muito produtivo, com uma boa participação e interação dos estados”, avaliou Teté Bezerra. 

A estratégia da promoção turística nacional, adotada pela Rede, inclui o lançamento de um site no próximo mês e a distribuição de boletins de inteligência de mercado. Ações necessárias diante dos dados apresentados pelo coordenador geral de Produtos Turísticos do MTur, Cristiano Araújo, a partir de questionário enviado aos estados no fim do ano passado.

Das 24 Unidades da Federação que responderam às perguntas: 52% não dispõem de documento de planejamento para orientar as ações de marketing; 21% ainda escolhem destinos para a promoção nacional com base em conhecimento empírico ou escolhas de dirigentes; 38% das Unidades da Federação não dispõem de estudos ou pesquisas de demanda turística que identifiquem seus principais mercados emissores; 25% não possuem banco de imagens e/ou vídeos dos principais atrativos e; 37% não têm site ou aplicativo com informações turísticas dos principais destinos do estado.

ESTUDO DE CASO – A reunião da Rede de Inteligência de Mercado de Turismo serviu ainda para que os diferentes atores pudessem conhecer a experiência mexicana. O país recebeu 32,1 milhões de pessoas em 2015, ficando na 9ª posição mundial do ranking de receptores de turistas. Na apresentação feita por Diana Pomar, diretora do Conselho de Promoção Turística do México no Brasil, ela destacou as estratégias adotadas pelo governo para o incremento do setor.

“A primeira coisa foi a diversificação dos mercados. A gente trabalhava muito nos mercados dos Estados Unidos e do Canadá, então começamos a trabalhar mais nos escritórios de turismo no exterior - temos 23 - para cada um fazer a inteligência de mercado e trabalhar de acordo com cada um dos segmentos e produtos. Então, começamos a diversificar os produtos de promoção, não era mais só sol e praia”, enumera Diana Pomar.

Ela conta ainda que que o turismo cultural ganhou novo foco na promoção dos destinos. “Começamos a desenvolver outros polos turísticos que ainda não eram divulgados em outros países. Nossa força como país é a nossa cultura, Azteca e Maia, essa diversidade pré-colombiana. Temos mais de 45 mil zonas arqueológicas abertas em todo o país. Nossa localização ajuda muito e os mercados foram conhecendo que o México não é só praia, que podem fazer viagens mais longas aproveitando esta parte cultura”.

As ações foram possíveis após o governo do país priorizar o setor como indutor de desenvolvimento. “O México tem um investimento constante e consistente. As campanhas são muito focadas, com inteligência de mercado. Esta é uma prioridade, está na agenda do governo. Hoje, o turismo é a nossa terceira fonte de recursos, representando 8,7% do PIB nacional”, finaliza Diana Pomar.

(Fonte: site do Ministério do Turismo)